Matheus

MatheusChamo-me Matheus, tenho 25 anos e compartilho com vocês toda a restauração que Deus está fazendo na minha vida através da Comunidade Cenacolo. Venho de uma cidade pequena do interior de São Paulo, Brasil, de uma família cristã donde sempre ouvia falar de Deus e onde recebia uma boa educação. Apesar disso aos 13 anos ouve a separação dos meus pais e aquilo me decepcionou muito e julgava a Deus e não entendia o porquê daquilo na minha família, dava para enxergar nos olhos a tristeza de meu pai.
Depois desse ocorrido já não havia mais aquela relação de pai e filho e com isto acabei me fechando no meu mundo e nas más companhias. Depois disso conheci as drogas e naquele momento de prazer me tirava toda aquela tristeza e dor que eu carregava porém, depois que acabava tudo voltava mais forte.
Meu pai foi percebendo que já não era mais aquele menino sorridente e alegre e que havia mudado como de costume me mascarava e sempre negava aquilo que estava vivendo. Passei também a nem eu mesmo me conhecer bem, havia crescido dentro de mim revolta, ódio, rancor e sentimentos aos quais não entendia e feridas que doíam sempre que alguém tocava nelas. Então foi aí que as minhas tias maternas começaram a me ajudar e foram muitas as tentativas e nem uma dava certo, mas neste período senti o amor de Deus que me mostrou uma esperança e me apresentou o caminho da Comunidade. No começo das triagens me custava ter que compartilhar minha vida com as pessoas, abrir meus sentimentos e ser verdadeiro era uma coisa bastante difícil. Depois passando os dias na fazenda em Jaú, na casa São Francisco de Assis, via a alegria dos rapazes e aquilo sempre me tocava, pois via a vida e Ressureição que havia nos olhos deles.
Quando ingressei me senti abraçado, via as pessoas me ajudando somente por me quererem bem e sem interesse algum, havia muitas pessoas te ajudando as dar os primeiros passos, via pessoas que rezavam e acreditavam naquela vida que levavam e isto ia me dando mais força pra seguir a frente. E quando chegou minha primeira visita pude pedir desculpas a minha família e falar que já não tinha mais a intenção de desistir do caminho da Comunidade. Depois disto comecei a abrir-me mais a Comunidade e deixar que Deus fosse me mostrando o caminho a seguir.
Em Jaú passei dois anos e foi uma casa que me fez crescer muito, aonde os responsáveis me ajudaram muito a dar os passos que necessitava e aprender o verdadeiro dom que tinha em minhas mãos: a minha própria “vida”!!! Depois vim transferido á Mogi Das Cruzes, fraternidade “Santa Terezinha“ aqui conheci mais a mim mesmo e também cresci muito com as responsabilidades e na maturidade foi também o local que me aproximei mais da oração . Hoje é com muita alegria que posso dizer que Deus me ressuscitou, sou hoje uma pessoa alegre, me sinto livre e mais perto de Deus e também sou mais perto de minha família graças a Deus e todo trabalho da Comunidade Cenacolo.
Obrigado Madre Elvira!!!